(auto) desafio: um prompt fill por dia em dezembro por Senhorita Charlie


[Comentários - 31]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Agatha se sentou na cama, puxando o lençol para cobrir seus seios enquanto ela observava Victoria pegar a camisa.e a viu vestir. A peça de roupa cobrindo as tatuagens e as costas arranhadas. Agatha tinha um certo orgulho em ver os arranhões, porque ela sabia que o sexo foi bom e também sabia que Victoria não se importava muito.


E ela sabia que algo estava incomodando a garota durante o tempo inteiro. Também sabia (ou imaginava) o motivo: as marcas espalhadas pelo seu corpo.


Porque o marido dela era um filho da puta abusivo. Os hematomas se espalhavam pelos braços onde ele havia segurado ela mais de uma vez. Marcas de dedos no pescoço estavam sumindo da última vez em que ele a agrediu no escritório. A maquiagem escondia as olheiras de quando ela não conseguia dormir porque não encontrava uma posição confortável o suficiente.


“Victoria?”


“Hm.”


“Tudo bem?” Ela assentiu “Tem certeza?”


“Tenho”  ela se sentou para colocar a bota.


Agatha se arrastou para perto dela e passou os braços ao redor dos seus ombros: “Victoria.”


“O que?”


“Você não parece bem.”


“Hm” ela passou as pontas dos dedos pelas marcas no braço ao redor do seu pescoço “Eu só estou pensando no trabalho.”


“Tem certeza?”


“Uhum” ela suspirou “Você não se cansa?”


“Do que?”


“Dele. Dele te machucar.”


“Não precisamos falar sobre isso.”


“Você estava insistindo para saber se eu estou bem. Não! Eu não estou!” ela se levantou em um salto “Você age como se merecesse o que ele faz com você!”


“Não é assim...”


“Não é assim? Claro que é assim! Você já deveria ter abandonado ele! Se divorciado! Em vez de ser o saco de porradas daquele filho da puta!”


“Victoria...”


“Para com essa porra.Você sabe que poderia ter algo melhor. Você sabe que eu posso te dar algo melhor!”


“Oh...”


“Oh porra nenhuma, sério que você ainda não tinha percebido?”


“Eu achei que...”


“Você não me paga para me importar com você. Você não me paga para tentar cuidar de você e eu não consigo parar!”


Agatha levantou e deixou o lençol cair, ela se aproximou de Victoria e segurou seus pulsos. Ela moveu os polegares lentamente, acariciando a parte interna dos pulsos dela. Victoria grunhiu e se soltou das mãos para abraçar Agatha.


“Eu posso fazer melhor.”

Nome: Hey Sally (Assinado) · Data: 15/12/2017 23:54 · Para: Dia 14 - Eu posso fazer melhor

Casalzão da porra!

Estória foda.

Não resisti e estou acompanhando orgulho de cristal.

Morrendo de amores pela victoria.



Resposta do autor:

Yeah o/

kkk thanks

Sério? Isso é bem legal *-*



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.