(auto) desafio: um prompt fill por dia em dezembro por Senhorita Charlie


[Comentários - 31]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

Camile sabia que tinha a vida perfeita.

Ou quase perfeita, pelo menos. Tinha um amigo praticamente perfeito que tentava proteger ela de tudo (mesmo que fosse o trabalho dela protegê-lo), tinha uma melhor amiga que sabia exatamente o que falar, morava em um apartamento realmente bom, seu trabalho estava indo bem.

E ela tinha uma namorada que amava. Era o amor da sua vida. E ela queria se casar. Porque ela queria passar o resto da vida com Sarah. Ela, Sarah e o gato. Talvez adotar uma criança? Ela não tinha certeza sobre filhos. Nenhuma das duas pretendia engravidar (na verdade, Camile sabia que ela não podia carregar uma criança) e elas sabiam que havia tanta criança que foi abandonada e que precisava de amor parental.

Ela era boa com crianças, mas ela não tinha certeza se saberia como criar uma. Afinal, ela sabia acalmar e lidar com crianças quando precisava. Mas cuidar de uma pelo resto da vida? Não, ela não tinha certeza sobre isso.

O anel de noivado estava guardado. O discurso para o pedido e casamento estava memorizado. A declaração de amor. Ela queria falar sobre o quanto amava Sarah desde o começo.

Porque Camile Simons era um tanto quanto romântica.

Nessa noite, ela sentiu que havia algo de errado no momento em que entrou no apartamento. O clima estava pesado. Sarah sempre estava na poltrona esperando por ela. Era um hábito, Camile tirava o coldre e o distintivo e deixava Sarah tirar a sua jaqueta. E então Sarah colocava as mãos na sua cintura e a beijava lentamente antes de murmurar eu amo você sem se afastar.

Mas Sarah não estava sofá. Mas Sarah não foi tirar a jaqueta dela. Mas Sarah não estava li para beijá-la e lembrar que ela era amada.

Baby?” Camile chamou e tirou a jaqueta, pendurou ela no lugar onde Sarah sempre pendurava “Sarah?”

Sarah apareceu na sala. E Camile sorriu para ela. Aquele sorriso brilhante e fofo e cheio de amor que era reservado só para ela. Camile reparou que Sarah parecia estressada e se aproximou rapidamente. E Sarah deu um passo para trás.

“Sarah?”

“Precisamos conversar” o tom era frio e Camile sentiu como se alguém estivesse apertando o seu coração com uma mão de ferro “Eu tomei uma decisão.”

“O que houve?”

“Eu não... eu não aguento mais.”

“Só vá direto ao ponto.”

Camile cruzou os braços, a postura correta e os pés um pouco afastados um do outro. Era a postura padrão da oficial detetive Simons. Ela podia sentir que o que estava vindo era terrível e ela sempre se sentia mais segura quando estava nessa pose. 

“Eu não amo você.”

Foi como um tiro.

“Eu confundi pena com amor.”

Foi uma bomba.

“E eu vou embora.”

E o mundo acabou. 

Ela não pôde fazer nada. Somente viu Sarah ir embora, arrastando as malas atrás de si. Somente viu Sarah deixar as chaves no balcão da cozinha. Somente viu Sarah passa a mão na cabeça de Chris por uma última vez. Somente viu Sarah sair pela porta sem olhar para trás.

Ficou parada. Paralisada no sofá. Escondeu o rosto entre as mãos e chorou. Chorou, chorou e chorou pelo que pareceu horas e mais horas. Chorou até que não conseguia mais respirar. Chorou até que os soluços fossem só soluços sem lágrimas. 

Mas não chorou até que a dor sumisse porque ela sabia: era só mais uma ferida aberta.

Nome: Hey Sally (Assinado) · Data: 10/12/2017 17:42 · Para: Dia 10 - Por que você está indo embora?

Tem um olho na minha lágrima.

Sarah não merece meu bolinho.

Pow...não tenho o q dizer,só sei sentir...pow.

Tô triste.



Resposta do autor:

Sorry not sorry

A Camile merece algo melhor

Sentir é bom 



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.