A ilha do falcÃo por Vandinha


[Comentários - 140]   Impressora Imprimir Capitulo ou História - Lista de Capítulos

- Tamanho do Texto +

A ILHA DO FALCÃO -- CAPÍTULO 2  


 


ANDREIA DIAS 


 -- Sinto muito, senhorita -- o cardiologista falou com pesar -- Fábio já não vinha se sentindo bem há duas semanas, até que ontem sofreu uma parada cardíaca. 


Marcela começou a chorar e o médico a levou até um banco e ajudou-a sentar. 


-- Por que você não me avisou? -- perguntou Marcela entre soluços. 


O cardiologista olhou para ela, surpreso. Segundo Fábio, sua filha Marcela nunca foi do tipo "família". De temperamento rebelde e tempestuosa, nunca deu importância a autoridade do pai e tão pouco a da mãe. Sua vida resumia-se a baladas e viagens. Por isso preferiu entrar em contato com Andreia, a filha adotiva de Fábio. 


-- Avisei a senhorita Andreia, mas ela só conseguiu chegar aqui no Rio, hoje de manhã. 


-- E como ele está doutor? 


-- Infelizmente muito mal. Tivemos que o induzir ao coma. 


-- Então é grave? -- indagou ainda incrédula -- Ele não vai sobreviver? 


-- O estado dele é muito grave -- disse o médico enfiando as mãos nos bolsos do jaleco -- Fábio precisava de reparos complicados em veias em torno de seu coração para impedir o rompimento fatal de um aneurisma na aorta -- explicou -- No momento, vamos concentrar nossas energias em mantê-lo vivo. Depois nos preocuparemos com a cirurgia. 


-- Marcela! -- Andreia correu até a irmã com lágrimas rolando no rosto -- Assim que soube larguei tudo e vim imediatamente. 


Marcela enlaçou a irmã e a abraçou com força. 


-- Estou tão feliz por você estar aqui, mana. 


-- Eu também, Marcela. Como papai está? 


-- Segundo o doutor Vicente, o caso dele é crítico. Não é mesmo doutor? 


-- Como vai, Andreia? -- ele estendeu a mão para a ruiva a cumprimentando com um sorriso genuíno -- O estado de saúde dele é grave, mas estável. Está em coma e respira com a ajuda de aparelhos. Ele vai precisar passar por uma cirurgia complicada.  


Andreia caiu em pranto copioso. 


-- Meu Deus! Papai parecia um touro, de tão forte e saudável que aparentava ser. 


-- Seu pai não estava bem ultimamente, Andreia. Ele não queria preocupar vocês, por isso não comentou nada -- suspirou profundamente e pousou a mão sobre o ombro da ruiva -- Prepare-se, Andreia. Mesmo que ele sobreviva, não poderá mais ficar a frente dos negócios. 


O médico saiu e Andreia continuou onde estava, pensando nas coisas que ele dissera. Estava fora do país há três anos preparando-se para esse momento. Porém, não imaginava que fosse tão cedo. 


Um ano nos Estados Unidos tinha acrescentado experiência e brilhantismo a sua preparação para a vida empresarial. A família Dias formava parte do grupo de elite do mercado hoteleiro e o pai se sentia muito orgulhoso de sua posição. 


-- Assumir a direção do hotel? -- pensou em voz alta, passando impacientemente a mão pelo cabelo. 


-- Por quê? Algum problema nisso? Você passou os últimos três anos da sua vida estudando no exterior, para assumir os negócios do papai. Agora está com medo? Me poupe, Andreia -- disse Marcela, irritada. 


-- Estudar, fazer estágio, não é a mesma coisa que assumir a direção de um negócio tão importante. 


-- Difícil ou não, você vai ter que se virar -- Marcela falou aborrecida -- Esse hotel é tudo o que temos. É o nosso sustento. 


Enquanto Andreia se preparava para ingressar no vasto mercado hoteleiro e, assumir os negócios da família, Marcela só pensou em diversão. 


-- Você está mais preocupada com os negócios do que com o papai -- falou indignada. 


-- Deixe de ser tão metódica. Estou apenas sendo realista -- Marcela se levantou -- Vamos pegar uma xícara de café. Dormi muito pouco. 


Andreia assentiu e elas saíram em direção a cantina do hospital. 


-- Como é que foi a viagem? -- perguntou Marcela num tom aparentemente descontraído, apontando para uma mesa vaga. 


-- Foi um pouco demorada, mas, como estava com sono, dormi quase toda a viagem. 


-- Dois cafés, por favor -- pediu Marcela para o rapaz que estava atrás do balcão -- Conheci uma mulher maravilhosa. 


Andreia fez um ar de surpresa, mas, antes que pudesse comentar algo, Marcela continuou: 


-- Ela é médica e trabalha em Santa Catarina! -- exclamou a jovem, orgulhosa -- Tive muita sorte de encontrar uma mulher assim, com uma profissão tão interessante... e bonita! -- acrescentou, com malícia. 


-- Há quanto tempo você está com essa moça? -- indagou Andreia, franzindo a testa. 


-- Dois meses -- ela informou, sorridente -- Foi uma amiga minha, que nos apresentou. E, sinceramente, estou bastante entusiasmada. 


Preocupada com a irmã, Andreia insistiu em questioná-la: 


-- Você gosta realmente dessa mulher, ou é apenas mais uma "ficante"? 


-- Ainda não sei -- deu de ombros, fingindo indiferença -- Agora que herdei um grande hotel, talvez, não tenha mais tempo para um relacionamento sério. 


-- Papai ainda não morreu, Marcela -- irritada, Andreia sentiu vontade de bater na irmã. 


-- Talvez não morra, mas você ouviu o doutor Vicente? Papai não vai mais voltar à frente dos negócios. 


Ansiosa por encerrar aquela conversa, que ameaçava rumar para uma discussão, Andreia tomou todo o café e se levantou. 


-- Me leva para casa. Preciso tomar um banho e voltar -- emendou Andreia, séria -- Vou passar a noite no hospital. 


-- Iremos para o meu apartamento, você toma um banho, descansa e mais tarde lhe trago de volta. 


Andreia assentiu com um gesto de cabeça. 


-- Primeiro vamos passar no hotel para pegar as minhas malas. 


As irmãs mantiveram-se em silêncio e assim permaneceram até saírem do hospital. 


Minutos mais tarde, Marcela estacionava na garagem do prédio luxuoso localizado de frente para o mar. 


Assim que entraram, Andreia encaminhou-se para o quarto indicado por Marcela e trancou a porta. Ficou profundamente magoada com a irmã. Ela estava dando a mínima para o pai. Preocupava-se tão somente em como ficaria a sua situação financeira de agora em diante. Era o tipo de atitude egoísta e desumana com a qual ela jamais se acostumaria. 


Intranquila, Andreia abriu a janela, apoiou-se no parapeito e aspirou o ar fresco que vinha da baía. 


Amava Fábio. Ele nunca foi um padrasto, Andreia odiava a palavra padrasto. A relação de sangue marca, mas pode gostar-se de forma muito semelhante. Não têm o mesmo sangue, isso nunca se poderá alterar. Porém, brincava, levava-a ao médico, acompanhava-a como qualquer pai. Uma vez ouviu o pai falar para um amigo: 


"Gosta de futebol e de beber umas cervejas com os amigos. Ela é mais parecida comigo do que a minha filha legitima. Fala baixo, é meiga, estudiosa e romântica. Pode ser da personalidade, mas também pode ser da convivência comigo". 


Uma batida forte na porta do quarto a fez franzir a testa. 


-- Andreia! Sou eu, abra! 


Andreia percebeu pelo tom de voz da irmã que o assunto era urgente. 


A ruiva abriu a porta e encarou Marcela. 


-- O que aconteceu? Papai... 


-- Não! Não tem nada a ver com a doença do papai -- Marcela suspirou fundo antes de falar -- Tem um homem na sala se dizendo o advogado do papai. Ele quer conversar conosco. 


Andreia caminhou ao lado da irmã até a sala sentindo-se, de repente, terrivelmente cansada. Contudo, o assunto deveria ser sério, para ele procurá-las àquela hora da noite. 


O homem a cumprimentou e sentou-se no sofá com uma pasta sobre as pernas. 


-- Infelizmente trago péssimas notícias -- ele abriu a pasta e lhe entregou um maço de papéis. 


-- O que é isso? -- Andreia perguntou-lhe assustada. 


-- São os balancetes financeiro dos negócios de seu pai -- o homem olhou-a com pesar -- Sinto muito, senhoritas, mas o senhor Fábio está falido -- disse ele, sem rodeios. 


 


https://www.facebook.com/vandinhacontos 

Nome: NovaAqui (Assinado) · Data: 04/01/2018 17:57 · Para: Capitulo 2 - ANDREIA DIAS

Vamos ver como essas duas vão entrar na vida de Natasha.

Falidas? Como será que vão se safar.

Abraços fraternos procê!



Resposta do autor:

Olá!

Já, já, tudo vai ficar bem claro. 

Beijos. Até amanhã. 



Nome: Mille (Assinado) · Data: 04/01/2018 17:18 · Para: Capitulo 2 - ANDREIA DIAS

Ola Vandinha

Essa Marcela é a mesma que estava com a Natasha??? Mais pelo jeito ambicioso deve ser ela sim, o pai entre a vida e a morte e ela pensando na herança e golpe levaram no final em saber que o pai está falido.

Bjs e até o próximo capítulo



Resposta do autor:

Olá Mille.

Não é a mesma pessoa. As duas de fato são muito parecidas. Ambas são interesseiras e ambiciosas, porém pessoas distintas.

Beijão. Até amanhã.



Nome: patty-321 (Assinado) · Data: 04/01/2018 14:51 · Para: Capitulo 2 - ANDREIA DIAS

Então, agora conhecemos a andrea. Vamos ver qual será a relação com a poderosa Falcão. Bjs



Resposta do autor:

Beijos Patty.

Até amanhã.



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.