O amor e suas conquistas por Bia Ramos


A crise de ciúmes maior aconteceu no último dia de treinamento com Anny, duas semanas depois que começamos a namorar, sexta-feira e tinha acabado de passar as últimas informações para Anny relacionado aos novos Softwares, Jéssica não tinha participado daquele treinamento porque teve que ir viajar a negócios, embora estivesse presente em todos os outros dias.

André e Marina foram embora ficando apenas Anny, Bianca e eu por ali, Jéssica passaria na escola quando chegasse, portanto fiquei conversando com Anny na recepção, estávamos sentadas no mesmo sofá, que aliás era grande e não estávamos tão próximas assim de frente para a porta.

Ainda não tinha dito nada sobre nosso relacionamento para Anny, embora ela tenha pego alguma coisa o ar quando Jéssica estava presente, e estávamos justamente falando sobre isso quando tudo aconteceu.

Eu estava relutante em dizer em palavras, mas Anny percebia vendo em meus olhos, em nossa aproximação e em meu carinho o tempo todo com Jéssica, quando cansada finalmente lhe contei o que estava acontecendo entre nós.

Anny sempre foi muito carinhosa quando éramos amigas na faculdade e mesmo tendo terminado nosso relacionamento ela continuava assim, não sei explicar, éramos como irmãs, no instante em que contei a ela e sorri ela passou a mão em meu rosto dizendo o quanto estava feliz por nós, Bianca estava ali na sala também inclusive comentando sobre a minha tendência a ser melosa quando estava próxima a Jéssica e estávamos assim quando olhei para a porta e vi que Jéssica, nos olhava desconfiada e no mesmo instante simplesmente virou as costas e saiu em disparada para o elevador.

Olhei confusa para as meninas que apenas balançaram a cabeça em sinal de confusão, assim como eu não entenderam nada também, sai dali indo atrás dela a encontrando no elevador, me aproximei e ela não me olhou, perguntei:

-O que aconteceu, porque saiu correndo daquele jeito?

-E você ainda pergunta Bia?

-Como assim, não entendi!?

A olhei confusa, mas ela não me olhava mais, peguei gentilmente em seus braços a virando para mim, mas esta relutava em meus braços, felizmente estávamos sozinhas no corredor, ela não esperara o elevador chegar e saiu de meus braços e começou a descer as escadas a chamei quase correndo atrás dela... Quando a alcancei nas escadas a segurei delicadamente, mas firme em seus braços sussurrando:

-O que aconteceu?

-Eu simplesmente vi Beatriz!

-Não sei o que você viu amor, mas deixe-me explicar...

-Por favor, não ouse a insultar minha inteligência.

-Por favor, pare e pense, você não viu nada, não estávamos fazendo nada.

-Eu percebi aquele olhar Bia, eu vi...

-O que você viu, estávamos felizes sim, mas porque tinha acabado de contar a ela que eu finalmente achei o amor de minha vida e Anny estava apenas... Jessy por favor, ela estava feliz por nós amor, foi isso que você viu, apenas a minha felicidade estampada nos olhos dela.

Ela parara de se debater e ficara mais calma, encostei a testa na dela fechando os olhos, cadê minhas palavras quando eu mais precisava delas, ela não quis me olhar e tinha lágrimas de raiva em seu olhar pelo que pude perceber, que poder ela tinha sobre mim? Para me deixar daquela forma diante dela, ela estava com ciúmes suspirei dizendo:

-Anny é apenas uma amiga meu amor, já disse a você que não precisa sentir ciúmes de nós.

Ela me abraçara sussurrando em meus braços:

-Se não bastasse Amanda ficar o tempo todo cercando você Bia... Eu me perco... Eu acabo achando que...

-Tudo bem Jessy, olha pra mim, ok!

Ela me olhou e as lágrimas caiam de seus olhos sem conseguir controlar, as limpei beijando-lhe seu rosto salgado e dizendo olhando nos olhos dela:

-É com você que estou agora amor, não existe mais ninguém que posso ocupar o lugar que você conquistara aqui em meu coração.

Levei a mão dela até meu peito e mostrando as batidas de meu coração e continuei falando:

-É por você que ele bate descompassado dessa forma está sentindo? Quando penso que existe a mínima possibilidade de você me deixar, ele acelera dez vezes mais do que está agora, não quero perder você, não faria nada que pudesse vir a causar isso, entendeu meu amor?

-Desculpa amor, preciso controlar esse ciúme, ele...

-Ele apenas mostra em atitudes o que você me diz em palavras, também morro de ciúmes de você quando seu ex-marido aparece para visitar Aninha, ainda mais porque ela ainda não sabe sobre nós, mas não posso fazer nada ele é pai dela.

-Ah Bia, me desculpa. Sinceramente eu não sei como dizer isso a ele, sem que surte, eu tenho medo...

-Eu sei amor que é por causa da sua filha que ainda não o fez, não estou coagindo você a dizer a ele, só não concordo com ao fato dele não saber, mas não importa isso agora, você está bem?

-Sim... Com vergonha...

Ela passara as mãos no rosto e vi arrependimento em seu olhar e ainda sussurrou:

-Elas devem estar pensando que sou uma louca.

-Elas que pensem o que quiserem, eu amo saber que sente ciúmes de mim, só não saia correndo mais dessa forma, me assustou.

A beijei ali mesmo nas escadas e ela simplesmente correspondera, nos abraçamos e a puxei para meus braços, quando percebi estávamos em brasas como sempre ficávamos, ainda não tínhamos feito amor, embora tenhamos conversado muito nos últimos dias, e naquele momento com ela ali percebi que era diferente ela se insinuava, tomou as rédeas e me apoiou na parede fazendo movimentos sexy, encostada em meu corpo.

Alguém aguentaria uma situação daquelas? Sussurrei quase sem fala para ela:

-Amor, o que está fazendo?

-Apenas beijando minha namorada...

E me beijou novamente, mas dessa vez começou a explorar meu corpo como se já o conhecesse, cai em tentação e tomei a situação, me virei e a encostei na parede e comecei explorar as pernas dela que estava amostra com aquela saia maravilhosa, segurava seu rosto com uma das mãos e com a outra explorava o interior de suas pernas.

Ela mordiscava meus lábios todas as vezes que chegava perto de seu sexo, gemia descaradamente em meus lábios, aquela sensação era muito excitante para mim, parei de beijá-la e fiz com que olhasse em meus olhos.

O brilho de excitação que vi ali quase me fez ir ao céu, ela sorriu e simplesmente disse:

-Agora não tem como voltar à trás... Sou sua faça o que quiser comigo...

-Aqui amor? Não podemos ir...

-Você não quer?

E fechou os olhos oferecendo os lábios carnudos dela para um beijo, não hesitei nem mais um minuto, a beijei e comecei novamente a explorar o seu corpo, levei minhas mãos até as nádegas dela e as apertei, ela gemeu, abri os botões de sua camiseta e me deliciei em saber que ela não usava nada por baixo, seios médios e totalmente chamativos.

Terminei de abri sua camiseta e peguei um dos seios e me aproximei daquele botão rosado e o suguei, ela delirava com minha ousadia, passava a língua nele para sentir o sabor daquela maravilha, ela gemia em meus braços, segurando em meus cabelos, estava totalmente entregue, explorei mais um pouco aquele seio e depois passei para o outro e fiz a mesma coisa.

Quando terminei ali subi com minha língua pelo pescoço dela e depositei um beijo abaixo da sua orelha, ela gemia descontroladamente em meus braços, estava sem forças e sem demoras desci minha mão e levantei sua saia, ela usava fio dental o que facilitou muito meu trabalho.

Só afastei um pouco, apoiei a perna dela na minha e coloquei minha mão em seu sexo me deliciando e quando percebi a excitação dela sussurrei:

-Deliciosa...

Ela abriu os olhos e a penetrei com meus dedos pressionando seu clitóris assim que ela me olhou, senti quando ela explodiu junto ao meu corpo, cobri a boca dela com um beijo para sufocar o grito que saiu de sua garganta, ela tremia em meus braços totalmente sem forças, continuei a beijá-la e a acariciá-la até ela explodir novamente em minhas mãos.

Minha excitação era tanto que pensei que iria desmaiar, ela estava se doando tanto que por um instante pensei em nunca sairmos dali, mas aos poucos fomos recobrando as forças, apoiei minha cabeça no ombro dela e esperei ela dizer alguma coisa, passaram-se alguns minutos ela disse:

-Se eu soubesse que seria tão bom, teríamos feito amor antes...

Levantei a cabeça e vi um brilho diferente em seus olhos, a realidade batendo em meu rosto, voltei ao normal e me afastei um pouco dela, abaixei sua saia e fechei os botões que estava aberto de sua camiseta, ela só me observava e o que dizer naquele momento ela era deliciosa, poderíamos ficar o tempo que fosse possível para nos satisfazermos, mas apenas sussurrei:

-Oh senhor, o que eu fiz? O que nós fizemos...

-Do que está falando? Está arrependida?

-Não, claro que não, mas não queria que fosse assim nossa primeira vez, eu queria que fosse especial.

-Você é especial Bia, o que basta para mim, independentemente do local seriamos você e eu apenas.

Olhei para ela e sorri a trazendo de volta para meus braços e a beijei, como poderia explicar, eu estava nas nuvens e desejando-a cada vez mais, quando comecei a senti minha respiração oscilar novamente, a peguei pela mão e voltamos para a escola, lá ela se sentiu envergonhada pelo que acabamos de fazer e por ter saído correndo da forma como saiu, pediu desculpas para as meninas e ficamos por ali conversando.

 

Quando saímos da escola entrei em seu carro para nos despedirmos, trocamos carinhos mas não passou disso, combinamos de sair no sábado, ela me ligaria marcando, sai do carro dela e fui em direção a minha moto, coloquei o capacete e liguei saindo logo atrás do carro de Jéssica, ela entrou na avenida pela direita e eu fui pela esquerda.

Notas finais:

Gostaram??

Espero comentários.. Em breve próximos capítulos!!

 

bjs



Comentários


Nome: cidinhamanu (Assinado) · Data: 06/12/2016 03:54 · Para: Capitulo 14 – Primeira cena de ciúmes

Nossa que capitulo fantástico *-*



Resposta do autor:

Obrigada Querida!!

 

Bia!!



Nome: rhina (Assinado) · Data: 22/10/2016 01:33 · Para: Capitulo 14 – Primeira cena de ciúmes

 

Olá. 

Boa noite.

Perfeito Bia....escadas....perigo....excitação. ..desejo...sexo...amor.

Lindo e intenso amor. 

Beijos. 

Rhina



Nome: rhina (Assinado) · Data: 22/10/2016 01:33 · Para: Capitulo 14 – Primeira cena de ciúmes

 

Olá. 

Boa noite.

Perfeito Bia....escadas....perigo....excitação. ..desejo...sexo...amor.

Lindo e intenso amor. 

Beijos. 

Rhina



Você deve fazer login ou se cadastrar para comentar.